Dra. Mariana Tanaka

Síndrome Nefrítica

A síndrome nefrítica consiste num processo inflamatório agudo acometendo os glomérulos (unidade funcional dos rins). Pode acometer crianças em qualquer faixa etária com pico entre 6 e 10 anos, sendo rara abaixo de 2 anos. Predomina nos meninos (2:1). Geralmente, ocorre após um quadro infeccioso de faringite ou piodermite (infecção na pele).

As manifestações clínicas observadas são edema (inchaço), hipertensão arterial e presença de sangue na urina. Algumas crianças podem apresentar dimunuição no volume urinário, cansaço e aumento da frequência cardíaca.

É importante uma avaliação laboratorial detalhada para confirmar o diagnóstico, início precoce da terapêutica e o acompanhamento da evolução clínica da criança com o especialista.

O prognóstico geralmente é favorável com reversão do quadro no período de 10 a 14 dias. Contudo, algumas crianças podem apresentar persistência do sangue na urina, aumento progressivo da creatinina, sugerindo comprometimento da função dos rins, perda de proteína e persistência da hipertensão arterial. Estas merecem uma atenção maior, sendo algumas vezes necessário realizar uma biopsia renal.

feito com