Dra. Mariana Tanaka

Infecção do trato urinário

A infecção do trato urinário (ITU) é comum durante a infância. Estima-se que 8% das meninas e 2% dos meninos irão apresentar pelo menos um episódio de ITU até os 7 anos de vida.

As manifestações clínicas variam de acordo com a faixa etária e o segmento do trato urinário acometido (envolvimento do rim ou limitado à bexiga). Em lactentes e crianças jovens, a ITU pode se manifestar por sinais e sintomas inespecíficos (febre, irritabilidade, diminuição do apetite, vômitos, diarreia e prostração). A presença de febre sem foco aparente no exame clínico
é, na prática, o principal achado nesse grupo.

As crianças maiores, que não usam mais fraldas, podem apresentar queixas mais localizadas como dor para urinar, perda de urina durante o dia ou noite, dor lombar ou no abdome.

A infecção urinária é causada frequentemente por microrganismos provenientes das fezes, sendo a Escherichia coli, o patógeno isolado em 80 a 90% dos casos e pode estar associada com malformações do trato urinário, sendo muitas vezes necessária uma investigação mais detalhada sobre a possível causa da infecção.

Diante de uma criança com febre e suspeita de infecção do trato urinário o diagnóstico precoce é de extrema importância, pois permitirá o tratamento adequado, diminuindo o risco de formação de cicatrizes renais, sequelas da infecção, que possibilita o desenvolvimento de hipertensão arterial e doença renal crônica futura.infeccao-do-trato-urinario

feito com