Dra. Mariana Tanaka

Hidronefrose antenatal

A Hidronefrose antenatal é a presença de dilatação em um ou ambos os rins do feto. É mais frequente em meninos e corresponde a 15% de todas as malformações que são detectadas no período gestacional.

O diagnóstico é feito pela ultra-sonografia obstétrica, através da medida do diâmetro anteroposterior da pelve renal (DAP). É classificada em leve, moderada ou grave. A partir do momento do diagnóstico, a hidronefrose pode aumentar, diminuir ou se estabilizar, sendo necessário um seguimento regular com o especialista visando identificar a causa da dilatação e estabelecer a melhor terapêutica.

Dentre as possíveis causas de hidronefrose, destaca-se obstrução da junção uretero-pélvica, refluxo vesicoureteral (retorno de urina da bexiga para rins), megaureter, rim multicístico, ureterocele, cistos renais e válvula de uretra posterior. A criança pode apresentar infecções urinárias, dor abdominal, sangue na urina, hipertensão arterial e, dependo da causa e/ou do grau da dilatação renal, insuficiência renal.

feito com